Monday, October 23, 2006

Um guarda-roupa que nunca fica desatualizado

Durante a gravidez, quando estava fazendo o enxoval do Pedro Henrique, tinha uma preocupação muito grande em gastar pouco e comprar o necessários. Pois, na minha primeira gravidez, comprei tantas coisas que a Luíza acabou nem conseguindo usar tudo e não queria de jeito nenhum, cometer estes desperdícios novamente.
Sendo assim, comprei o essencial, minha mãe também comprou algumas coisas e com isso, enchemos as gavetas. Não quis fazer chá de bebê porque não tenho saco nem pra ir quando sou convidada, muito menos pra fazer o meu. Nos primeiros dias, foi uma maravilha - roupinhas lindas à vontade, uma mais fofa que a outra e ele lindinho, com quase tudo registrado em fotos, mas de repente, o bebê cresceu e cresceu muito e eu já saí várias vezes pra fazer compras porque já temos um saco de roupinhas pra doação e as gavetas, volta e meia, ficam meio vazias, afinal, é um tal de sujar roupa que não tem fim.
Apesar da preocupação de ter que sair como bebê pra comprar roupas, acho que é muito mais viável desta forma - vamos comprando conforme ele vai crescendo e por isso, ele está usando tudo o que ganhou e o que compramos, sem desperdício e sem ter que dar embora roupinhas que nunca foram usadas simplesmente porque o bebê cresceu muito rápido. É, com o segundo filho, tudo é mais fácil, dificilmente cometemos os mesmos erros.

1 Comments:

At 1:22 PM , Blogger Roseh said...

Cláudia

Está certo, realmente o que desperdiçamos de roupas no 1º filho é um absurdo. Agora já sei como fazer quando engravidar novamente.
Beijos no teu pituquinho!

 

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home