Monday, November 13, 2006

Uma nova ordem

Sou uma pessoa super saudosista. Não daquelas que acham que tudo o que já aconteceu na vida é melhor do que está vivendo agora, mas do tipo que viveu intensamente, se divertiu muito, tem centenas de histórias pra contar e não se envergonha nem se arrepende de nada do que fez.
Tudo isso foi pra falar sobre um período da minha vida, entre o final da adolescência e começo da juventude, mas que eu chamo de adolescência mesmo, já que antes esse período parece que começava mais tarde e terminava mais tarde também. Enfim, vi no Jornal da Globo e também no Fantástico que o New Order está fazendo shows no Brasil, depois de uma longa ausência. Eu fui a um show deles em 19 e foi maravilhoso, era a realziação de um sonho, ver ali de pertinho (porque é claro eu fiquei no gargarejo) aqueles que faziam a trilha sonora da minha vida (em inglês, porque em português sempre foi o Legião Urbana). Dancei muito, gitei, enfim fiz tudo o que convém a uma fã. Agora, eles estão no Brasil de novo, cantando as músicas antigas e também as do Joy Division, meu Deus, deu uma vontade de estar lá. De matar as saudades daquela pessoa que eu fui, que só pensava em estudar, trabalhar pra consumir o que desse na telha, que devia estar apaixonada, mas nem me lembro por quem, que não tinha marido, filhos, que não tinha dívidas, que não tinha problemas. Mas que também se achava gorda, que não gostava do cabelo, que vivia amores platônicos, que vivia brigando com o pai e que não era tão feliz porque não tinha filhos, não tinha marido amado, não tinha um cantinho pra chamar de seu. Ai, como era bom, mas hoje é muito melhor, até gostaria de ir ao show, mas me contento em ficar ouvindo meus vinis, enquanto meu filhote dorme e minha filha adolescente, que também gosta de New Order, está na escola.

6 Comments:

At 7:49 AM , Blogger Isabella said...

Cláudia, também tenho essa sensação sua, de vida bem vivida, sabe? Tenho saudades também e nenhuma vontade de que o tempo volte, igualzinho a você. Beijo.

 
At 8:46 AM , Anonymous Greice said...

Claudia, também me sinto assim muitas vezes, mas o mais estranho é que minha "outra vida" aconteceu há menos de 3 anos... rs
beijos!

 
At 8:58 AM , Blogger Marcinha said...

Claudia, minha sensação é a mesma.
A diferença é que fui mãe com 20 anos e simplesmente matei no peito toda minha responsabilidade e deixei pra trás tudo que eu achava ser importante, mas que perto do amor que senti pela minha filha desde que ela nasceu, vi que eram coisas secundárias.Não sinto falta da juventude, ainda sou jovem, apenas aproveito de maneira diferente, com mais responsabilidade.Não me imagino sendo uma jovem solteira de 22 anos, prefiro mil vez ser uma 'senhora' casada e mãe de família aos 22anos.
Beijos!

 
At 1:04 PM , Blogger Dinha said...

É o ciclo da vida se cumprindo. E como estão lindos os seus filhos, hein? Bjs!

 
At 4:14 AM , Blogger Chris, mãe da Cecília said...

Clau, eu também me sinto assim!!! Eu tive um grande momento nostálgico este ano que foi o retorno do Duranduran com a formação original, e agora, quem diria o New Order!!! Ai, ai, saudades enooooormes daqueles dias!
Beijos

 
At 4:54 AM , Anonymous Flávia said...

Cláudia, muitas vezes relambro o passado com uma nostalgia boa. Como até comentei no LV, fica aquela sensação de saudades do que passou. Mas tanta água já rolou, e minha vida de hoje tem prazeres que eu não tinha naquela época...
Beijos!

 

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home